Major League de Baseball realiza peneira em Ibiúna | Jornal VOZ de IBIÚNA

Major League de Baseball realiza peneira em Ibiúna

A Major League Baseball (MLB) – entidade que organiza a liga profissional de baseball nos Estados Unidos, esteve no CT da Yakult em Ibiúna no último dia 13 para realização da 7ª seletiva anual de jovens jogadores no Brasil. A “peneira” foi realizada em parceria com a Confederação Brasileira de Beisebol E Softbol (CBBS) e visa levar novos talentos para integrarem os clubes da maior e mais valorizada liga do mundo. Em pouco mais de duas horas, todos os 77 jovens jogadores realizaram suas inscrições e se encaminharam ao campo um do CT, devidamente identificados por números nas costas e todos trajados com camiseta da Liga.

As atividades, que foram comandadas por Caleb Silva (Coordenador de Desenvolvimento Internacional da MLB), foram iniciadas com orientações sendo passadas, por ele e auxiliares da CBBS, aos jogadores. Na sequência, aquecimento e teste de velocidade.

Olheiros da MLB estiveram em Ibiúna

Durante toda a tarde, os garotos demonstraram suas habilidades em treinos específicos por posição, tudo devidamente acompanhado e registrado por olheiros da MLB e alguns times da liga.

Os primeiros movimentos foram de defesa no campo externo com lançamento para a terceira base e para o catcher. Seguiu-se com defesa de bola rasteira na primeira para lançamento na terceira e depois se invertendo os lançamentos. Os catchers foram testados com recepção e lançamento para a segunda base. As rebatidas foram as últimas atividades em campo. O teste com os arremessadores foi feito em paralelo, em uma parte só para treinamento de bullpen, seguindo até fim o da tarde.

O único arremessador com atividade no montinho do campo foi Eric Pardinho. Entre um teste e outro, antes dos rebatedores começarem seus testes, o jovem de 15 anos, maior promessa do beisebol nacional, fez uma apresentação solo para os olheiros. Todos com suas pranchetas, câmeras e medidores de velocidade em mãos para registrar os movimentos do arremessador. Entre um arremesso e outro, um de seus arremessos de bola rápida registrou a incrível marca de 95 mph. Algo em torno de 152 km/h.

Além de velocidade e força, a técnica nos movimentos também é item avaliado. Com especial atenção para os arremessadores, em que estão os grandes talentos, foram mostradas boas promessas em todas as posições. Jogadores rápidos e com bolas certeiras entre bases. Outro lado positivo foram os catchers, em grande número de participantes de qualidade.

As peneiras continuaram ontem (13) em Londrina, hoje (14) em Marília e no fim de semana durante torneio sub-17 que será realizado em Ibiúna.

Após todos esses dias de peneira e avaliação, serão chamados de 10 a 15 jogadores para integrar o novo modelo de treinamento que a liga irá implementar em 2017. No modelo anterior, usado nos seis anos de peneira, o Elite Camp durava cerca de duas semanas, quando os atletas recebiam treinamentos dados por treinadores e ex-jogadores da MLB no CT de Ibiúna.

Em entrevista, Caleb disse que os planos da MLB são maiores do que o modelo anterior. A ideia é de um plano a princípio anual, em que além de treinadores, seriam enviados profissionais de preparação física, nutrição e fisioterapia, padronizando a preparação dos prospectos. Além disso, os atletas receberiam bolsas de estudo integrais e morariam no CT.

A MLB enxerga no Brasil um celeiro de talentos e pretende investir cada vez mais na base do beisebol nacional. Isso deverá reverter numa seleção e possivelmente em ligas mais fortes, com cada vez mais jogadores atuando nas grandes equipes norte-americanas.

Fonte: www.segundabase.com.br e Jornal do Povo

 

Comments

comments

Postado em 18, outubro, 2016