Sentido verdadeiro do Natal cristão | Jornal VOZ de IBIÚNA

Sentido verdadeiro do Natal cristão

Padre Daniel Vitor

Todo ano, quando o 25 de dezembro se aproxima, verificamos muitas mudanças em nosso cotidiano em função das comemorações do Natal. Ruas e casas enfeitadas com luzes, árvores natalinas por todos os lados, decorações e Papai Noel nos Shoppings, anúncios comerciais de brinquedos e presentes por toda parte. O consumo é estimulado por todos os lados, desviando-nos do verdadeiro sentido do Natal Cristão. 
Claro que as decorações e até mesmo a figura tradicional e folclórica do Papai Noel são legais e interessantes, principalmente para o universo infantil. Mas não passam de tradições. Logo, não deveriam desviar as pessoas do verdadeiro sentido desta importante data do calendário cristão.
De que forma a comemoração teria mais significado do ponto de vista cristão?
É bom lembrar que no dia em que Jesus nasceu (25 de dezembro é uma data atribuída, porém na era apostólica essa data marcava a festa do sol, uma comemoração pagã onde os cristãos buscaram encontrar o sentido de representar Jesus como Luz do mundo, superando a cultura pagã forte da época) na cidade de Belém, a alguns quilômetros de lá, o rei Herodes planejava sua morte. É bem provável que, neste dia, o cruel rei enfartava-se comendo carnes, guloseimas e bebendo vinho. Já numa simples instalação, ao redor de uma manjedoura, Maria e José se alimentavam provavelmente com poucas frutas secas, pão e água. O sentido mais profundo do Natal é verdadeiramente deixar Jesus nascer em seu coração prontamente para restaurar sua vida com propósitos firmes de uma vida mais humilde e solidaria. 
E qual seria então o significado cristão do Natal? Basta lermos os evangelhos para percebemos que Jesus não valorizava bens materiais, muito pelo contrário. As mensagens e ensinamentos de Jesus estão relacionados com mudanças de atitudes no sentido de melhorar o caráter e aproximar as pessoas cada vez mais de Deus. Amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como a si mesmo são os dois ensinamentos chaves da mensagem de Jesus. Perdoar, não julgar o próximo, fazer o bem, ter compaixão e ajudar os necessitados também são orientações importantíssimas feitas por Jesus.
Portanto, é a festa da família, de valorizar aspectos essências de fraternidade que uni a humanidade a celebrar a vida redimida com a vinda do menino Deus que vem fazer morada em nossa vida interior, tornando-nos capazes de levar essa luz na vida dos mais necessitados, compartilhando a alegria do Salvador que nos instrui no caminho verdadeiro que leva o sentido da vida. Jesus nasce e revela tamanho amor de Deus por nós, assim, devemos estar convictos da libertação que recebemos de Deus buscando seguir os ensinamentos do Cristo superando os apegos das coisas passageiras e alcançar através de nossas atitudes a gloria do Reino restaurando a nossa vida pela virtude da esperança.
Bom Natal para todos!

Comments

comments

Postado em 14, dezembro, 2017