Outubro é das crianças, dos professores e dos médicos | Jornal VOZ de IBIÚNA

Outubro é das crianças, dos professores e dos médicos

Outubro é um mês especial, considerado o das crianças, dos professores e também dos médicos. Justamente nesse mês de grandes comemorações, uma mostra no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) ganhou o noticiário nacional por conta da exposição de um artista nu sendo apresentado a um grupo de crianças. O Ministério Público paulista abriu inquérito civil para apurar denúncias recebidas devido à divulgação de um vídeo da mostra, em que uma criança aparece tocando o homem sem roupa. O órgão pediu para o google e o youtube retirarem as imagens da rede. O promotor Eduardo Dias, da Promotoria de Interesses Difusos de Crianças e Adolescentes, diz que a ouvidoria do MP recebeu dezenas de denúncias sobre a divulgação do vídeo, “que gerou uma repercussão na sociedade”.

O fato ilustra o que é notório em nossa sociedade: há uma inversão de valores que atinge até as crianças. Isso por que elas também acabam desassistidas em um contexto moral. O que pode se comparar a professores e médicos, prejudicados pelo descaso do poder público. Uns porque, mesmo tendo uma função nobre de educar, são mal remunerados, pouco motivados e desvalorizados pelo Estado. Já os médicos, considerados detentores da profissão mais respeitada no país, ainda que tenham salários acima da média, sofrem pela falta de estrutura para realizarem suas atividades no serviço público, comprometendo a qualidade da saúde no país.

Certamente, todas as páginas deste jornal seriam insuficientes para escrever sobre as injustiças as quais crianças são acometidas. O mesmo, aliás, poderia ser dito sobre os professores e também os médicos; mas, nesse mês de comemoração, o que deve ser ressaltado é a importância deles. Afinal, o que seria do mundo se não houvesse a alegria das crianças. Não há nada mais contagiante do que a presença delas na sociedade, unindo famílias e, com intensidade, espalhando amor. O que dizer também dos nobres professores: são eles quem formam todas as outras profissões, educam as crianças e ensinam os médicos. Estão presentes em nossa vida desde os primeiros anos até a idade adulta. Repartem conhecimento, mas também ensinam pelo exemplo. Aprendem para ensinar e se alegram quando os seus alunos também aprendem. Certamente, há muitas qualidades a se ressaltar nesta nobre profissão.

Por fim, outubro também é o mês dos médicos: outro profissional presente na vida de todo ser humano. Desde o nascimento, passando pelo acompanhamento na infância até, talvez, o momento mais traumático da vida de muitos. Sobre eles, a responsabilidade de uma atividade que qualquer erro pode ser fatal. Também uma profissão em que, aqueles que dispõe a segui-la, precisam estudar muito para cuidar do semelhante, nas mais variadas especialidades da atuação.

Por isso, para o VOZ, o mês de outubro é de reconhecimento: pela graça das crianças, a dedicação de um professor e a disposição em servir dos médicos. À eles, parabéns, pelo seu mês.Uma boa leitura a todos e até a próxima edição.

Comments

comments

Postado em 6, outubro, 2017