Novo resort começará a funcionar já em dezembro | Jornal VOZ de IBIÚNA

Novo resort começará a funcionar já em dezembro

Júlia Tanaka

O mais novo empreendimento turístico de Ibiúna, o Santa Clara Resort Hotel deve começar a receber hóspedes ainda em 2017, é o que prevê Taiza Krueder, proprietária do espaço, que terá, já em dezembro, 12 quartos para hospedagem. No próximo ano, a empresária estima a construção de mais 54 apartamentos, além do complexo de lazer e de aventura. “A nossa previa é até 2020 totalizarmos 120 acomodações”, disse.

O Santa Clara Resort Hotel já tem uma unidade sediada em Dourado/SP. Lá, segundo Taiza, o resort conta com 96 acomodações com mais 32 em construção. No empreendimento modelo passam cerca de 60 mil hospedes por ano. Em Ibiúna, o novo Santa Clara terá um Spa da L’Occitane, academia, teatro, salões de eventos, hípica completa, parque náutico e de aventura. “O nosso diferencial é a hospitalidade. Amamos o que fazemos e temos como objetivo levar momentos inesquecíveis para os nossos futuros hóspedes”, explica Taiza que, com orgulho, lembra que o resort Santa Clara foi eleito o segundo melhor do mundo para famílias, e o melhor da América do Sul. “O nosso sonho é repetir esse sucesso no Clara Ibiúna Resort”, conta.

A empresária lembrou, ao VOZ , que o projeto do empreendimento na cidade surgiu após uma oportunidade. “Os antigos proprietários são nossos amigos; eles nos ofereceram o imóvel. Não conhecíamos a região, mas foi amor à primeira vista. Sabíamos que teríamos uma história com este paraíso”, lembra Taiza – que tem mais de 25 anos de experiência em hotéis e restaurantes. “Sempre trabalhei com isso e sou apaixonada por esse ramo”, acrescentou.

Além do impulso turístico que será promovido em um futuro bem próximo, já durante as construções e reformas, o novo resort promoverá um incentivo econômico na cidade com a geração de empregos. “Estaremos trabalhando com duas empresas de construção locais. Fizemos questão de buscar parceiros da região, para ajudar a gerar emprego e movimentar a economia de Ibiúna”, ressaltou a empresária, que espera comprar os materiais de construção também na cidade, “desde que tenham preços competitivos”.

Durante o funcionamento inicial, Taiza prevê a contratação de, aproximadamente, 25 funcionários. “Quando o empreendimento estiver em seu tamanho máximo, geraremos mais de 170 empregos diretos e 600 indiretos”, disse a empresária. “Investiremos muito em capacitação, então falta de experiência não é o problema. O mais importante é encontrar pessoas honestas, trabalhadoras, simpáticas e que tenham brilho no olhar”, acrescenta Taiza. “Nós gostamos e precisamos de gente feliz, e isso não dá para ensinar. Mas para quem quiser se candidatar a algum cargo precisa poder e gostar de trabalhar aos finais de semana e feriados”. Interessados podem mandar currículo   rh@santaclaraecoresort.com.br.

Antes do início da atividade, no entanto, a empresária aguarda soluções para a dificuldade no acesso ao Santa Clara. “Já estive com o prefeito João Mello (PSD), que me garantiu arrumar o acesso o mais rápido possível”, contou Taiza, que diz ter recebido o suporte necessário do poder público para a instalação do resort.

Comments

comments

Postado em 5, outubro, 2017