Ibiunenses opinam sobre primeiro ano da administração João Mello e expectativas para 2018 | Jornal VOZ de IBIÚNA

Ibiunenses opinam sobre primeiro ano da administração João Mello e expectativas para 2018

A expectativa para 2018 é a maior e melhor possível, isto em razão de já haver passado esse primeiro ano, em que o país obteve alguma estabilidade e melhora, refletindo, ainda que de maneira lenta, sobre todos os Estados e, respectivamente, sobre os municípios. Com relação ao primeiro ano do prefeito João Mello, avalio como sendo inexpressivo, pois o município de Ibiúna não se encontrava bem equalizado ao final de 2016, sendo normal que a transição trouxesse os orçamentos defasados e todo sucateamento de um final de mandato.
Lógico que o eleitor sempre espera mudanças visíveis, e quando essas não se apresentam, acarreta a frustração que o voto não incorporou. Acarreta a descrença, e até arrependimento, pela escolha feita na urna. Todavia, o imediatismo não é bom conselheiro, e em sendo assim, é aconselhável um pouco mais de paciência. Ainda teremos que conviver com as ruas totalmente esburacadas, mesmo as do centro da cidade turística, e que não se fale das ruas ou estradas vicinais dos bairros mais afastados. Lembro-me da paciência, sabedoria budista! Então vamos praticar e, assim, teremos que esperar mais pela saúde, esperar por mais remédios, esperar por uma merenda escolar balanceada e nutritiva, por um transporte compatível, por uma administração mais humana e eficiente para todos, tenham ou não votado no prefeito atual. Não há por que se preocupar com o futuro, caso as coisas não melhorem, pouco ou nada podemos fazer, além de cumprir com nossas obrigações, pagando nossos impostos e acompanhando o bom uso da administração pública com o orçamento alcançado. E, se ainda assim, as coisas não melhorarem, contamos com o prazo de validade que o mandato encerra, assim é a democracia, vamos bem exercê-la!
Ruth Maria Canto Cury, advogada

Tenho uma visão positiva deste primeiro ano. Uma vez que, segundo as falas do prefeito, este foi um período de reavaliação e planejamento, acerto de contas e enxugamento da máquina pública. Estas atitudes são silenciosas e invisíveis do qual não podemos ver o trabalho, mas que se foram feitas, veremos o resultado não apenas nesse governo, mas por um longo período. Espero que tenha sido feito e bem feito. De qualquer maneira seria irresponsável, para não dizer uma burrice mesmo, condenar sistematicamente o primeiro ano de um governo que é obrigado a realizar sua agenda com a perspectiva de orçamento do governo anterior. A partir do segundo ano teremos uma visão mais clara das qualidade e defeitos da gestão.
Como um cidadão que ama esta cidade, e sobretudo, como um empresário que sonha com uma cidade próspera não posso me deixar abater nunca. Continuaremos lutando com muito trabalho, com muita audácia, com coragem. Espero que tudo melhore e, através da nossa luta diária, espero colaborar com o município trazendo a formação adequada aos nossos jovens e ampliando o número de funcionários que vivem da minha empresa. Ibiúna em primeiro lugar!
Leandro David Godinho, Profissional do Marketing

Procuro ser otimista sempre; passado a turbulência da transição do primeiro ano de governo, se realmente os ajustes necessários estão sendo feitos, veremos, com certeza, o resultado através das obras que o povo tanto clama, como o recapeamento da extensão total da estrada do Verava, o reparo necessário da Júlio Dal Fablo (antes que fique muito ruim), a conclusão da pista de caminhada e da delegacia, além de investir mais na infraestrutura da saúde, educação e da segurança onde os recursos são maiores vindos de fora!
Em todos os setores vejo funcionários se esforçando para o bom andamento do serviço público, mas, muitas vezes, se deparam com falta de estrutura para poderem desempenhar bem as suas funções! Dentre os pontos negativos foi a mudança do transporte coletivo e a péssima qualidade do serviço de coleta e a manutenção do aterro sanitário, que precisam melhorar e muito os serviços prestados. Avalio de uma forma positiva a diminuição de secretarias e passado os doze meses é necessário a prestação de contas do que foi realizado em cada pasta e se for o caso fazer as substituições inevitáveis! É importante destacar também o preenchimento dos cargos públicos com pessoas que fizeram o concurso e diminuir ao máximo os cargos comissionados! No mais, acredito que o segundo ano dessa gestão será de resultados bastante positivo, é o que esperamos! Um grande abraço a todos! Uma observação importante também é se alguma ação está sendo feito em relação a geração de empregos!
Paulo Kenji Sasaki, agricultor.

Minha expectativa para 2018 é diminuir os salários dos vereadores e do prefeito. Melhorar o atendimento dos postos de saúde e hospital.
Melhorar e ter constância no recolhimento de lixo hospitalar.
Melhorar a organização das campanhas de vacinação animal contra raiva e o esquema de castração de cães e gatos de pessoas carentes proprietárias.
Melhorar as condições de trabalho dos professores, funcionários e direção da rede pública de educação.
Incentivo ao esporte, ao treinamento e participação da juventude nos jogos regionais.
Incentivo a divulgação da produção orgânica de hortaliças, pois Ibiúna poderia tornar-se um exemplo e ser reconhecida como polo de produtores orgânicos do cinturão verde da Grande São Paulo.
Melhoria das condições das estradas de asfalto rurais, principalmente a estrada do Verava. O que observei da gestão do atual prefeito João Mello (PSD) que seja relevante para mim foi o descaso com as estradas asfaltadas rurais, principalmente a estrada do Verava na qual tenho minha clínica veterinária há mais de 20 anos.
Ela sempre foi muito usada, mas esses últimos anos tem sido muito usada por caminhões pesados, seja da obra de São Lourenço da SABESP, ou dos caminhões do porto de areia, ou dos caminhões das mineradoras de água e os tradicionais caminhões de verduras.
Para nós, que trabalhamos e usamos diariamente essas estradas, estamos nos sentindo prejudicados e abandonados.
Quanto às estradas de terra houve melhoria na conservação, tanto que tenho usado elas para ir à Ibiúna quando estou no Verava, mas ao alcançar as partes asfaltadas, só tem buraco.
Claudia I. Barbosa, veterinária

Comments

comments

Postado em 14, dezembro, 2017