Escola Municipal desenvolve projeto de educação democrática | Jornal VOZ de IBIÚNA

Escola Municipal desenvolve projeto de educação democrática

Uma proposta inovadora e revolucionária está sendo executada na E.M Antônio Coelho Ramalho. Para quem não conhece, esta escola está situada no Bairro da Figueira e há pouco tempo vem sendo reconstruída, evoluindo para um perfil democrático.

Em Ibiúna é primeira a desenvolver um projeto como este, porém é preciso salientar que a educação democrática tem uma tradição centenária, mas ainda se encontra às margens do sistema tradicional dominante na nossa sociedade.

Uma escola reinventada, que rompe todos os princípios da escola tradicional e apresenta uma nova concepção de educação, com o princípio de que não é possível ensinar a todos como se fosse um só, libertando-se das classes, dos manuais e testes de aprendizagem, onde o professor almeja que os alunos aprendam melhor, descubram-se como pessoas, que vejam o outro como sujeito igual e sejam felizes na medida do possível.

Construir um novo modelo de escola não é uma tarefa fácil, a cada minuto surgem obstáculos diferentes, a resistência de muitos, a morosidade da implantação de novas políticas públicas neste âmbito de educação, a transição da mudança de posturas do corpo docente e discente e da comunidade. Um desafio grandioso!

A proposta de 2017 é quebrar os muros e as paredes da escola. Sim isso mesmo, quebrar. Tornar a escola parte integrante da comunidade, dar livre acesso, já que a educação é responsabilidade de toda sociedade, não faz sentido que ela fique presa entre muros. Com isso os planos de estudos estão voltados a projetos de pesquisa com os temas: Escola, Bairro e Município.

Muito trabalho já foi feito neste primeiro bimestre. Através das pesquisas realizadas, os alunos fizeram um levantamento dos pontos críticos, que segundo eles são importantes para o bem estar da comunidade. No segundo bimestre o novo desafio será solucioná-los, na medida do possível é claro. Para prosseguimento e evolução do projeto a escola a todo momento busca parcerias. E assim o projeto cada vez mais vem se consolidando e transformando o bairro da Figueira em um território educador.

Para quem quiser conhecer, vale a pena visitar. Quem sabe até mesmo se tornar um colaborador. A escola se encontra aberta das 7h às 17h30. Não é necessário agendar.

Comments

comments

Postado em 24, maio, 2017