De Fábio 'Bello' para João 'Mello' | Jornal VOZ de IBIÚNA

De Fábio ‘Bello’ para João ‘Mello’

“Tente outra vez”, o refrão da música de Raul Seixas se encaixa perfeitamente para o médico ibiunense que há 12 anos tentou pela primeira vez se tornar prefeito da cidade. Em 2004, João Mello foi candidato a prefeito contra os dois maiores políticos da cidade à época: Fábio Bello e Zezito Falci. Alcançou o segundo lugar, com mais de 10 mil votos e se projetou como o favorito nas eleições de 2008. No entanto, mesmo com uma campanha poderosa, JM foi surpreendido na eleição seguinte, em 2008, com a vitória do saudoso coronel Darcy. Em 2012, Mello até cogitou uma candidatura, mas preferiu ficar em Sorocaba e assistir o embaraço político e jurídico que a cidade vivenciou, desde a vitória de Fábio Bello (PMDB). Longe dos holofotes e das cenas da política, João Mello (PSD) quase se desligou de Ibiúna e da vida pública; muitos, inclusive próximos, diziam que ele não seria candidato novamente e que, devido à ausência, dificilmente, conseguiria ser eleito prefeito da cidade.

No entanto, João Mello – talvez em uma de sua eleição com menos prestígio – foi eleito prefeito com mais de 11 mil votos, menos do que teve em 2008, quando terminou em segundo lugar. Independente disso, o médico ibiunense de família tradicional, cujo tio já foi prefeito da cidade por dois mandatos e deixou um legado político – certamente aproveitado por JM – venceu nas urnas. Em 2008, João tinha em sua coligação mais de 100 candidatos a vereador. Neste ano, não chegou a 30. Na eleição que disputou anteriormente, Mello tinha mais de 10 partidos em sua composição; nesta, eram apenas 03. Os números talvez contrários parecem que motivaram o médico a estar mais disposto, a andar mais pelas ruas e conversar com as pessoas, que lhe renderam a oportunidade de ser eleito prefeito.

Ao assumir em janeiro de 2017, João receberá as chaves da prefeitura das mãos do atual prefeito Fábio Bello. Criticado, com dezenas de processos nas costas – alguns já condenados – Fábio é a principal força política de Ibiúna atualmente. É também o político que por mais tempo governou a cidade em toda a sua história. Em dezembro agora, Bello terá completado 10 anos e meio a frente da Prefeitura de Ibiúna. Sua vida política iniciou em 1992 e, de lá para cá, em eleições municipais, esta é a primeira derrota de Fábio nas urnas. Mesmo o conselho editorial do jornal tendo suas queixas e opiniões contrárias à administração Fábio Bello, jamais, deixará de reconhecer sua habilidade política nata. Que o Mello, porém, tenha a idoneidade que faltou no Bello; a transparência, a humildade do diálogo e, sobretudo, a visão progressista de oportunidades que, infelizmente, não vimos em nossa história recente.

Ao prefeito eleito, boa sorte em sua administração. Ao prefeito que se despede, o nosso obrigado!

Uma ótima leitura a todos e até a próxima edição!

 

Comments

comments

Postado em 11, outubro, 2016