Conseg cobra instalação de câmeras e iluminação pública | Jornal VOZ de IBIÚNA

Conseg cobra instalação de câmeras e iluminação pública

Na última reunião do Conselho Municipal de Segurança (Conseg), realizada no dia 1º de junho, os membros do conselho cobraram a Prefeitura quanto a implantação de um sistema de monitoramento de câmeras na entrada e saída da cidade, centro e outros pontos. Foi levantado também a necessidade da instalação de um posto da Polícia Rodoviária na Rodovia Bunjiro Nakao e implantação da Delegacia da Mulher. Os membros do conselho lembraram que o atual prefeito João Mello (PSD), durante a eleição, assinou o Termo de compromisso com o Conseg para, caso vencesse a disputa, iria providenciar as benfeitorias.

O comandante da GCM, Marcelo Godinho, representando o Poder Público Municipal, comunicou que a prefeitura está fazendo organograma para instalação das câmeras. Ele lembrou que os custos são muito elevados.

Novo capitão

O novo Capitão da Polícia Militar, Rafael Patzdorf Casari de Oliveira, se apresentou ao Conselho. Ele é o substituto do Cap. Leite, que foi transferido para outra cidade. Ele prometeu que irá intensificar o policiamento ostensivo em todo o município e dar continuidade a parceria com a Polícia Civil e Guarda Civil Municipal.

Festa de São Sebastião

As corporações foram unânimes: durante os 3 dias da festa de São Sebastião haviam mais de 25 mil pessoas em Ibiúna e não houve grave ocorrência. Destacaram também que não foram comercializadas bebidas alcoólicas no Sertão. Segundo as autoridades, dois carros foram furtados, fruto da ação de menores. A Polícia Civil investiga ambos os casos.

Containers na praça

O munícipe João Kawakami trouxe queixas dos comerciantes, que alegaram falta de segurança devido containers instalados na Praça da Matriz, que obstruiram o movimento dos seus comércios na ocasião da festa de São Sebastião.

Sequestro

A vereadora Rozi da Farmácia (PTB) pediu às autoridades para que fosse investigado o sequestro de um vendedor de medicamentos, no trajeto entre Mairinque e Ibiúna. Após a ponte, ele foi seguido por dois carros e por alguns quilômetros foi fechado, sequestrado e  deixado em São Paulo. A Policia Civil investiga o caso.

Comments

comments

Postado em 8, junho, 2017