28 anos escrevendo a história de Ibiúna | Jornal VOZ de IBIÚNA

28 anos escrevendo a história de Ibiúna

Carlinhos Marques

A comunicação sofreu nos últimos anos, principalmente com a proliferação das mídias sociais, uma mudança radical na forma de exibir conteúdo. Com as redes sociais, qualquer internauta tem condições de produzir notícias e reproduzir fatos, diminuindo a participação das mídias impressas na divulgação de informações. O mercado dos jornais está em queda constante, tendo em vista a expansão da internet e de outros meios de comunicação digital. No entanto, há 28 anos circulando em Ibiúna, VOZ de IBIÚNA – que teve sua primeira edição em 01º de maio de 1989 – se consolida, acompanhando a evolução das mídias sociais e participando dela, para continuar como o jornal em circulação mais antigo da cidade.

Ainda que de forma mais tímida no impresso, com edições com apenas quatro páginas, mantendo os 10 mil exemplares, o jornal se atualiza quase que diariamente na página no facebook e também no portal do VOZ. O motivo dessa labuta, muitas vezes não reconhecida, é continuar mantendo os registros da história da cidade. Os assuntos do jornal mantém perfil democrático, aberto, de informação, opinião e debate. Afinal, mesmo com a linha editorial que representa o pensamento dos diretores e colaboradores, nunca deixou de ouvir e dar direito a defesa àqueles que se sentiram prejudicados por informações publi-cadas.

Para àqueles que participaram do início do projeto proposto em maio de 89, diante de uma crise semelhante à que estamos vivendo, chegar a 28 anos é uma conquista inimaginável naquela ocasião. De lá para cá, muita coisa mudou; os avanços tecnológicos facilitaram os processos de editoração, revisão, impressão e distribuição. No entanto, o VOZ teve que habituar-se a outras mídias e a profissionalização do jornalismo, com adaptação as características interioranas.

Tendo em vista os desafios iniciais e os atuais, certamente, 28 anos de história é um fato marcante não apenas para o jornal, mas para a cidade para a qual ele foi criado. Afinal, VOZ de IBIÚNA nasceu para a cidade, há 28 anos, assim como a cidade acompanha aquilo que o jornal publica.

Por fim, nada mais justo, enaltecer, em toda essa história, a participação do casal que, desde o início, amparou o projeto e continuam dando sustentação a ele: Jodi e Júlia Tanaka. O sonho deles continuam vivo, usar a comunicação para informar a população esclarecida e crítica acerca da situação da cidade. Neste mês de maio, parabéns ao VOZ de IBIÚNA pelos 28 anos.

Comments

comments

Postado em 5, maio, 2017