15 de outubro, dia do Professor sem o que comemorar | Jornal VOZ de IBIÚNA

15 de outubro, dia do Professor sem o que comemorar

Professora Luiza Alves

Aproxima-se o dia 15 de outubro, e muito embora hoje poucas pessoas se lembrem, esse é o dia de homenagear aqueles que desempenham uma das mais belas profissões: os professores. No decorrer da história, muitos fatores – políticos, sociais e econômicos – vieram transformar (nem sempre positivamente) o rumo dessa classe que parece enfrentar cada vez mais desafios. Dentre esses desafios, podemos destacar: a concorrência com o mau uso das tecnologias por parte dos alunos o que diminui a concentração e o interesse pelas aulas; viver (ou sobreviver) com os baixos salários que os obriga a acumular uma jornada dupla e até tripla de trabalho; a violência que vem de todos os lados – alunos, pais, comunidade –, sem deixar de mencionar o descaso e desvalorização social que esses profissionais são obrigados a se submeter dia após dia. Os professores trabalham na base de todas as demais profissões existentes, porém, poucos reconhecem isso. Essa lista de desafios poderia ficar maior, o que a deixaria ainda mais discrepante com relação a lista de conquistas, já que nossos políticos estão levando à mingua todos os direitos e a dignidade dessa profissão. Infelizmente, o round das conquistas foi bombardeado com a possibilidade de férias fragmentadas, licença maternidade diminuída e até mesmo uma possível terceirização do serviço docente. Em tempos remotos os professores tiveram seus dias de glória, mas revivê-los hoje parece um sonho inatingível.

Comments

comments

Postado em 5, outubro, 2017